Aos 19 anos, Shawn Mendes surge mais maduro e inspirado em novo disco

Por Metro Brasília
Shawn Mendes

Quando lançou seu primeiro álbum “Handwritten” (2015), aos 15 anos, o cantor canadense Shawn Mendes foi imediatamente comparado a seu conterrâneo Justin Bieber. Agora, aos 19, com o lançamento de “Shawn Mendes: The Album”, o cantor prova ser muito mais maduro – e talentoso – que Bieber.

O álbum é um ponto de virada, ainda que sutil, na carreira de Mendes. Após se lançar com canções de arranjos românticos e letras açucaradas, ele parte para uma faceta mais ambiciosa, em que mostra um lado mais dançante, tudo com produção impecável, misturando um toque de Michael Jackson às suas letras, que tinham muita inspiração em Ed Sheeran.

Leia mais:
Produção de Suits inscreve Meghan Markle para concorrer ao Emmy, diz site
Ópera O Cavaleiro da Rosa aborda com leveza temas como desejo e identidade de gênero

A prova cabal dessa transição – que, no caso dele, não precisou ser acompanhada de excessos na vida pessoal – é a canção “Youth” (com participação do cantor e compositor Khalid).

Merecem destaque também “In My Blood” – uma balada sobre depressão – e “Particular Taste”. Elas mostram o novo Shawn: ainda melancólico, mas mais apoteótico.

O artista tem passagem marcada para vir ao Brasil: no dia 1º de julho, ele será a atração principal do Festival VillaMix, que acontece em Goiânia.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo