Guimarães Rosa e Caio Fernando Abreu inspiram shows que misturam música e poesia

Por Metro Jornal

Alfarrábio é o nome dado a manuscritos ou livros antigos. Essa tradição escrita, que ainda ecoa no presente, inspira o projeto Alfarrábio Sonoro, que ganha a forma de três shows, de hoje a domingo, no Sesc Vila Mariana.

A primeira edição tem como ponto de partida dois autores díspares: o mineiro Guimarães Rosa (1908-1967), com seu “Grande Sertão: Veredas”, e o gaúcho Caio Fernando Abreu (1948-1996), com “Morangos Mofados”.

Leia mais:
Em SP, Pabllo Vittar vira pintura de rua para a Copa do Mundo da Rússia
Produção de Suits inscreve Meghan Markle para concorrer ao Emmy, diz site

Em cena, quatro artistas se dividem aos pares para ora recitar trechos dessas obras, ora defender melodias que dialogam com elas. Eles são Letícia Sabatella, Anelis Assumpção, Ava Rocha e Lirinha, que tem em comum a boa desenvoltura no trato da palavra falada e também da cantada.

A ideia é transportar o público para o universo poético dos autores não apenas por meio das letras, mas também por elementos como cenário, iluminação, figurino e arranjos musicais, preparados especialmente para a ocasião de forma a ressaltar tanto o que os distingue quanto o que os aproxima.

Serviço:
No Sesc Vila Mariana (r. Pelotas, 141, tel.: 5080-3000). Nesta sexta-feira (15) e sábado (16), às 21h; dom., às 18h. R$ 40.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo