Rita Lee lança livro com letras censuradas pela ditadura

Eterna Mutante autografa nesta quarta-feira (13) ‘FavoRita’, livro luxuoso, em capa dura, que compila fotos pessoais e de sua carreira, bem como figurinos e reflexões da roqueira

Por Metro Jornal

Com o lançamento de sua autobiografia, no ano passado, Rita Lee provou ser um hit não apenas das rádios, mas também das livrarias.

O relato errante, bem humorado e, por vezes, cortante da eterna Mutante fechou 2017 como o nono livro mais vendido no país. Ao lado de “Dropz”, também assinado por ela, as publicações somam 350 mil cópias vendidas. Tamanho sucesso ajudou a acelerar outro projeto que chega agora às prateleiras.

Leia mais:
MasterChef: Troquei a receita no meio do caminho, lamenta Rui ao ser eliminado
Copa do Mundo de 2026 será nos Estados Unidos, Canadá e México

Parceria entre a própria Rita e o jornalista e fotógrafo Guilherme Samora, “FavoRita” é um desbunde visual em comemoração aos 70 anos da roqueira, completados no dia 31 de dezembro de 2017.

A publicação reúne relatos recentes da artista sobre memória, passagem do tempo, apreço aos animais e até mesmo a atriz Brigitte Bardot (!), mas seu grande chamariz está em uma seleção atenta para o rico acervo de fotografias de Rita, que abrangem desde sua intimidade ao lado do marido e parceiro de trabalho, Roberto de Carvalho, como também sua carreira – há capítulos inteiros dedicados a imagens de suas turnês entre os anos 1970 e 2000.

Elas denunciam o caráter altamente camaleônico e performático da cantora e compositora, destacado ainda por outro segmento voltado aos excêntricos figurinos que ela já vestiu.

Rita colocou alguns deles sobre o corpo novamente para um ensaio fotográfico inédito no qual desfila com suas madeixas agora brancas (e nem por isso menos rebeldes).

Entre o conteúdo escrito, destaca-se um capítulo com documentos oficiais nos quais são desenterradas letras das músicas da artista que foram censuradas durante a ditadura militar brasileira, quando versos como “Bolinando com água e sabão”, da popular “Banho de Espuma” (1981), precisaram ser alterados para “Esfregando com água em sabão”, para ficar apenas em um exemplo.

Com direto até a uma paperdoll de Rita, esta é uma edição com foco nos fãs. Eles poderão ter seus volumes autografados pela artista no lançamento que acontece nesta quarta-feira (13), às 16h, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo