Sense8: episódio final aposta em ação e comédia para falar de respeito, amor e igualdade

Por Wanise Martinez/Metro São Paulo

O cancelamento de “Sense8” depois de apenas duas temporadas chocou os fãs do mundo todo, especialmente os brasileiros, que são os principais telespectadores da série. Depois de inúmeras petições na web e reclamações nas redes sociais, a produção ganhou a oportunidade de concluir sua trama com um episódio especial de mais de duas horas que chega à Netflix nesta sexta-feira (8).

A cidade de São Paulo foi uma das escolhidas para a première do capítulo final, que contou com a participação de Nomi Marks (Jamie Clayton), Lito Rodriguez (Miguel Ángel Silvestre), Will Gorski (Brian J. Smith), Kala Dandekar (Tina Desai) e Capheus (Toby Onwumere). O evento foi realizado no último dia 1º de junho para a imprensa e alguns admiradores sortudos que puderam ver os atores cantando a clássica “What's Up”, do 4 Non Blondes, e até dançando um versão eletrônica de “Bum Bum Tam Tam”, do MC Fioti (confira vídeo no Twitter @MetroJornal_SP).

Leia mais:
Animação Homem-Aranha no Aranhaverso ganha trailer empolgante; confira
Oito Mulheres e um Segredo repete fórmula de filme de roubo com elenco estelar

A trama recomeça de onde parou o segundo ano, com Sussurros/Milton (Terrence Mann) sequestrado pelo cluster na tentativa de resgatar Wolfgang (Max Riemelt), que estava preso e sendo torturado na OPB (Organização de Preservação Biológica). Reunidos em um apartamento em Paris, os sensates conseguem se manter seguros por um tempo enquanto seguem o plano de negociar a troca de seu pior adversário pelo amigo alemão.

Para realizar essa missão, porém, eles precisam enfrentar desafios de todos os tipos – o que rende cenas de ação das mais empolgantes, ao melhor estilo Missão Impossível. E mais: elas envolvem não apenas os sensates, mas também seus interesses amorosos, como Rajan (Purab Kohli) e Amanita (Freema Agyeman), que se tornam parte integrante do adorado cluster. Um acerto e tanto na trama, um deleite para os fãs dos coadjuvantes.

Para conseguir reunir toda essa gente e continuar destrinchando a narrativa principal – que, aliás, continua meio confusa como tem sido desde a primeira temporada -, o episódio final é cheio de sacadas de humor. É impossível não rir, pois as situações são muito divertidas e os personagens extremamente carismáticos, em especial o Bug (Michael X. Sommers). Só que essa mesma comédia também acaba servindo para abafar certos furos no roteiro.

É interessante assistir novamente os dois primeiros anos da série para tentar relembrar de algumas coisas que são citadas na trama, e podem fugir da sua memória, mas não espere resposta para todas as pontas soltas.

Assim como foi desde que estreou, “Sense8” tem como grande trunfo ser portadora de boas mensagens, sendo a principal delas a da representatividade. Se existe algo que essa história plantou é que todo mundo merece ser respeitado, não importando gênero, sexo, religião. Tudo pode ser melhor com mais tolerância e amor, ensinaram os sensates.

Vale dizer ainda, sem spoilers, que a última parte do capítulo está entre as mais emocionantes e que as famosas, e aguardadas!, cenas de sexo não vão decepcionar. E viva a diversidade.

Confira o trailer do episódio final:

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo