Samara Felippo critica vídeo de Kefera sobre transição capilar: Não fala de racismo

Por Metro Jornal

A atriz Samara Felippo publicou uma série de Stories nesta última segunda-feira (4) criticando a forma como a youtuber Kefera descreveu sua "transição capilar", ou seja, o ato de parar de usar químicas de alisamento em cabelos crespos e cacheados. Segundo ela, que é mãe de duas meninas de cabelos cacheados com o jogador de basquete Leandro Barbosa, o processo vai além e chega ao racismo – que não foi citado por Kefera.

"(…) Eu estou aqui porque quando eu postei um story me assustando com a Kefera falando de transição capilar – porque eu nem sabia que ela fazia escova! – muitas pessoas vieram falar comigo no direct tentando me explicar o que era transição capilar e outras dizendo que ela tinha todo direito de falar que ela tem o cabelo ondulado, cacheado, não sei. Eu sei, gente! Eu agradeço do fundo do coração quem veio tentar me explicar", disse Samara no Instagram. "Mas o que me incomodou não foi o que a Kefera falou. Foi o que a Kefera não falou. A Kefera fala sobre o que ela passou com o cabelo rebelde e bagunçado na escola, o bullying que ela sofreu. Mas o que ela não fala é o porquê que esse cabelo bagunçado é tão rejeitado. Por que que quando ela começou a postar os vídeos com o cabelo natural dela, ela foi tão criticada? Porque existe no nosso país o racismo estrutural, gravíssimo, fortíssimo. Então o cabelo liso é o cabelo bonito, é o cabelo padrão", argumentou.

Leia mais:
Produtor de musical aceita renúncia de Fabiana Cozza e busca ‘nova’ Ivone Lara
Spotify celebra mês do Orgulho Gay com Pabllo Vittar e Ricky Martin

Para Samara, a youtuber não falou das meninas negras, que são as que mais sofrem com o preconceito por conta do cabelo crespo, e poderia ter abordado o assuntos já que tem um amplo espaço na Internet. "Só me faltou ela, além de contar a história dela, que eu não estou menosprezando, ela contar a história das meninas que passam por isso de uma forma muito agressiva e cruel: as meninas negras. Ela precisa falar também disso!", disse a atriz.

Para concluir o desabafo, a artista também comentou sobre Kefera condenar as mães que levam as filhas para alisar o cabelo. "O que ela precisa entender é que essas mães estão ali para proteger, como se fosse uma proteção das filhas. Elas não querem que as filhas passem pelo mesmo que elas passaram. Elas querem proteger as filhas de um racismo gravíssimo que existe. Então quando a Kefera não fala de racismo, quando a Kefera fala só dela e só do que ela passou, e não fala sobre o racismo, isso, sim, é grave. Quantas meninas negras vão querer ter o cabelo igual ao da Kefera?", disse.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo