HQ A Terra dos Filhos, de Gipi, retrata história sobre fragilidade e esperança

Por Metro Jornal
a terra dos filhos

O italiano Gipi é um dos mais conhecidos das últimas safras de quadrinistas europeus e, felizmente, um de seus trabalhos foi lançado no Brasil: “A Terra dos Filhos”, publicado pela Veneta. E a história é de impacto.

Toda produzida em preto e branco, com linhas carregadas de expressão, “A Terra dos Filhos” mostra um cenário de desolação e fragilidade humana, onde um pai e dois filhos enfrentam uma luta diária pela mínima condição de sobrevivência.

Leia mais:
Autoramas completa 20 anos de carreira e prepara lançamento do oitavo trabalho
VÍDEO: Florence Welch se junta a Mick Jagger em belíssimo dueto do clássico Wild Hors

Mas, mais do que a pobreza social, é a do convívio em família, que não se entende, muito pela brutalidade do pai, que sem qualquer sinal de carinho, educa seus filhos à sua maneira, com o único propósito que ele entende: a vida não é para os fracos.

Assim, ele exige meninos insensíveis, brutais e ferozes, mas os garotos mostram também outra característica, a curiosidade, principalmente em conhecer o que está escrito em um caderno mantido pelo pai – afinal, eles não sabem ler nem escrever.

É a partir de uma tragédia que eles ganham mundo com o diário embaixo dos braços para, então, conhecer seu pai. E o que começa com desolação termina em esperança.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo