13 Reasons Why: criador da série conta a triste história que recordou ao ler o livro

Por Victória Bravo

A série “13 Reasons Why” foi um dos grandes sucessos da Netflix em 2017. A história que conta os motivos do suicídio de Hannah Baker vai para a segunda temporada, lançada nesta sexta-feira (18) na plataforma streaming.

Brian Yorkey, escritor e criador da produção, teve como inspiração o livro “Os 13 Porquês” de Jay Asher.

Em entrevista à revista Fotogramas, ele confessou que a obra o tocou muito e o fez refletir também na sua infância:

“Me sinto identificado com Clay. Eu nunca fui um intimidador, nem sofri abuso. Eu era o garoto que estava lá, mas nunca tomou uma atitude quando deveria ter feito. (…) Lembro-me de ler o livro e pensar sobre aquelas crianças que eu tinha sido cruel na infância e a ideia de que tudo afeta e pode afetar a vida dos outros. Eu vejo muito de mim em Clay, é uma daqueles jovens que têm medo de falar até que seja tarde demais”, revelou.

Entre suas memórias de infância, Brian Yorkey confessa a que mais o assombra:

 “Quando eu era um pouco mais novo (do que os protagonistas da série) havia um menino chamado Chris do qual eu e meus amigos tirávamos sarro. Eu não participava muito nisso, mas eu fiz. Ele vinha ao colégio dois dias seguidos com as mesmas roupas, às vezes sujo ou com um hematoma no rosto. Foi na sétima série (12-13 anos) e ríamos dele sem piedade. Eu nunca tinha pensado mais nisso, mas lendo o livro me veio à mente: 'Oh meu Deus, esse cara era pobre e talvez vivia em um lar abusivo'. Fiquei arrasado, porque eu nunca pensei quando era mais jovem, eu não sabia que minhas ações e palavras, e as dos meus amigos, poderiam ter afetado muito. Eu pensei até mesmo em procura-lo para pedir desculpas e dizer que estava arrependido. Fazer a série foi a minha maneira de pedir desculpas”.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo