Já viu Cobra Kai? Nova série continua rivalidade do filme Karatê Kid com elenco original

Por Metro Jornal

Revivals de produções que fizeram sucesso nos anos 1980 se tornaram praticamente um subgênero na TV americana atual. Mas, diferentemente de “MacGyver” e “Máquina Mortífera” – que ganharam novas versões –, a série “Cobra Kai” quer mostrar onde estão os personagens do clássico juvenil “Karatê Kid” (1984) nos dias de hoje.

Disponíveis gratuitamente no YouTube, os dois primeiros episódios mostram que o protagonismo surge agora mais balanceado entre o mocinho de outrora, Daniel La Russo (Ralph Macchio) e seu arqui-inimigo, o valentão Johnny Lawrence (William Zakba).

O primeiro se tornou um bem sucedido revendedor de carros que, apesar de ter uma família aparentemente perfeita, morre de saudades de seu mestre, o sr. Miyagi (Pat Morita). Já o segundo acabou se tornando um faz-tudo beberrão e perdido na vida. Em comum, os dois deixaram as artes marciais de lado.

Leia mais:
Cobra Kai: estreia da série que retoma Karatê Kid bate recorde de visualizações
Ryan Reynolds revela que nunca assistiu a versão final do filme Lanterna Verde

Tudo dá errado para Lawrence, e a série dá a entender que seu declínio começou justamente quando perdeu o famigerado torneio de karatê para LaRusso no final do filme de 1984.
Cansado de viver à sombra do eterno rival – e instigado por um vizinho adolescente disposto a aprender a lidar com o bullying que sofre –, ele decide então reabrir a academia Cobra Kai, onde aprendeu karatê, e a decisão vai reacender sua rivalidade com LaRusso.

Há dois acertos na série. O primeiro está em não se levar de todo a sério, com várias piadas que fazem uma fricção entre os dias de hoje e os loucos anos 1980, provocando risos em torno da onda politicamente correta sem desmerecê-la de verdade.

O segundo acerto é considerar a passagem de tempo para a dupla protagonista. Johnny ainda é um babaca e Daniel é um tanto bobão, mas é difícil não sentir empatia pelos dois, especialmente quando se vê que a vida de ambos não se tornou exatamente incrível.

Para além deles, a ação envolve um núcleo jovem composto pela filha de LaRusso e o vizinho de Lawrence, além do próprio filho do ex-vilão, criado distante do pai. Há ainda espaço para a turma do colegial e os alunos do agora sensei Lawrence, que LaRusso teme se tornarem valentões do século 21.

“Cobra Kai”, no entanto, reflete os tempos atuais e faz questão de apresentar a realidade de forma mais cinzenta, mostrando que a mesma pessoa que um dia foi vilão pode também ter seus dias como mocinho.

A produção é a primeira grande aposta seriada do serviço YouTube Red, uma versão paga do serviço de compartilhamento de vídeos que busca brigar com Netflix e Amazon. O diferencial é que, em vez de pagar mensalidade, é possível comprar os oito episódios seguintes, de modo avulso, a R$ 3,90 cada.

Veja o trailer da série:

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo