Casamento real: Mãe de Meghan Markle revelará que sua filha foi vítima de racismo

Por Wellington Botelho

A mãe de Meghan Markle, a futura esposa do príncipe Harry, estaria disposta a conversar com Oprah Winfrey sobre "abusos racistas" que sua filha sofreu desde que ficou noiva de um dos herdeiros da coroa britânica.

Doria Ragland, 61 anos, está disposta a discutir a dura questão do racismo em uma entrevista "emocionante e comovente" com a famosa apresentadora da mídia americana.

Ragland foi vista deixando a propriedade de Oprah, na Califórnia, na semana passada. Uma fonte disse ao site Mirror Online que "Oprah e Doria passaram muito tempo conversando e se deram muito bem. A questão mais importante e significativa da qual elas falaram foi a raça".

Markle, o príncipe Harry e o Palácio de Buckingham precisariam ainda aprovar a entrevista, de acordo com a fonte.

Ataques racistas

O príncipe Harry também já criticou os ataques racistas contra Markle quando o relacionamento deles se tornou público em 2016. Em uma declaração formal, Harry disse que Markle "estava sujeita a uma onda de abuso e assédio".

Príncipe Harry e Meghan Markle REUTERS/Ben Birchall/Pool/File Photo
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo