As acusações que fizeram o comediante Bill Cosby ser considerado culpado em caso de assédio sexual

O ator americano foi julgado por drogar e molestar uma mulher, há 14 anos. Há outras dezenas de acusações contra ele, mas os crimes são muito antigos e já prescreveram.

Por BBC Brasil

O comediante americano Bill Cosby, de 80 anos, foi considerado culpado em três acusações de assédio sexual – cada uma delas pode levar a penas de até 10 anos de prisão. Ele nega veementemente os crimes.

O ator é conhecido por ter estrelado a série de TV The Cosby Show, nos anos 1980. Ele vai continuar em liberdade até que seja sentenciado.

Ao longo de cinco décadas, cerca de 60 mulheres acusaram Bill Cosby de assédio sexual. Mas apenas o caso da ex-jogadora de basquete Andrea Constand, ocorrido em 2004, foi levado a julgamento, culminando no veredito desta quinta-feira. As demais denúncias, mais antigas, não chegaram a ir a tribunal porque prescreveram.

Algumas das outras mulheres que acusaram Bill Cosby estavam presentes no julgamento e choraram quando o resultado foi anunciado.

Este foi um dos primeiros julgamentos de uma celebridade após o movimento #MeToo, que levantou o debate sobre crimes sexuais cometidos por homens famosos do mundo do entretenimento.

Qual crime Bill Cosby cometeu?

Essa foi a segunda vez que Bill Cosby foi julgado no caso da ex-jogadora de basquete. O júri anterior, em junho de 2017, não conseguiu chegar a um veredito.

No reinício do julgamento, que ocorreu no Estado americano da Pensilvânia, foi revelado que Cosby tinha pago cerca de US$ 3,4 milhões (cerca de R$ 11,8 milhões) para Constand, em um acordo realizado em 2006.

O juiz do caso, Steven O'Neill, permitiu que cinco outras acusadoras de Cosby depusessem como testemunhas no julgamento. O pedido foi feito pela promotoria do caso, que buscava mostrar um padrão recorrente de má conduta do ator americano.

A ex-modelo norte-americana Janice Dickinson foi uma das que testemunharam. Segundo ela, Cosby a drogou e a estuprou em um hotel em 1982, quando ela tinha 27 anos de idade.

"Eu queria bater nele, queria dar um soco na cara dele", disse Dickinson, hoje com 63 anos. "Eu senti raiva, fui humilhada, fiquei com nojo, vergonha".

Cosby teria dado uma pílula azul para a modelo, supostamente para alívio de cólicas menstruais.

Outro dos depoimentos foi o da atriz Heidi Thomas. Em 1984, Bill Cosby teria lhe oferecido um vinho que a deixou sonolenta por dias. Quando Thomas acordou, Cosby estava nu ao seu lado, tentando estuprá-la, disse ela.

O advogado de Cosby disse que a ex-jogadora de basquete é uma "vigarista" e que "estava loucamente apaixonada pela fama e pelo dinheiro (de Cosby)".

©
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo