Ex-coelhinha da Playboy é segunda mulher a processar Trump para se livrar de acordo

Por Metro Jornal

A modelo Karen McDougal moveu um processo contra o presidente norte-americano Donald Trump nesta terça-feira (20). De acordo com o New York Times, ela, que foi coelhinha da Playboy, quer se livrar de um acordo legal que a proíbe de falar sobre o caso que supostamente teria mantido com Trump.

O acordo teria sido feito em 2016, pela empresa American Media Inc., presidida por um amigo de Trump. Karen recebeu US$ 150 mil.

Já a atriz pornô Stormy Daniels recebeu US$ 130 mil e também deseja romper o acordo.

O advogado particular de Trump, Michael D. Cohen, estaria envolvido nas negociações, que foram noticiadas quatro dias antes das eleições pelo Wall Street Journal, mas passaram desapercebidos.

"A ação apresentada hoje visa restaurar seu direito à sua própria voz", disse ele, acrescentando: "Pretendemos invalidar o chamado contrato que a American Media Inc. impôs a Karen para que ela possa seguir em frente com a vida privada que ela merece", diz trecho do processo.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo