Presidente da Academia do Oscar é acusado de assédio sexual

Por Ansa

O presidente da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas – organizadora do Oscar -, John Bailey, foi acusado de assédio sexual na semana passada e está sob investigação.

De acordo com a revista norte-americana "Variety", a Academia recebeu três denúncias de abuso. "A Academia recebeu três denúncias de abuso. "A Academia trata todas as queixas de forma confidencial para proteger todas as partes", revelou a organização em nota.

Leia mais:
Miss São Paulo Be Emotion: Conheça as finalistas
Lollapalooza 2018: veja quem canta no 1º dia do festival e programe-se

"O Comitê de Membros revê todas as denúncias levantadas contra os integrantes da Academia de acordo com o nosso Código de Conduta e depois que as revisões são completadas, reporta ao Conselho dos Governantes. Nós não comentaremos mais sobre isso até que a revisão seja concluída", explicou o texto.

Bailey é membro da Academia há 14 anos e é cineasta e diretor fotográfico, tendo colaborado com produções de Paul Schrader, Lawrence Kasdan, Michael Apted e Ken Kwapis.

O caso surge meses após o cineasta Harvey Weinstein ser acusado de abuso por dezenas de mulheres e expulso da Academia.

Além disso, nomes como o de Kevin Spacey e Casey Affleck apareceram no escândalo de assédio de Hollywood. As denúncias ganharam força, principalmente, depois da disseminação do movimento #MeToo nas redes sociais.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo