Chris Hemsworth fala sobre como foi viver soldado americano em 12 Heróis

Por Metro Internacional

O papel de Thor na versão do Universo Marvel para os cinemas transformou o australiano Chris Hemsworth em um dos atores mais badalados de Hollywood. Seu mais novo filme é “12 Heróis”, atualmente em cartaz.

Baseado em um livro de Doug Staton, o longa narra o que aconteceu com 12 paramilitares das forças especiais que foram ao Afeganistão lutar contra o Talibã após os ataques de 11 de Setembro de 2001.

Leia mais:
Gretchen dança com Katy Perry durante show em São Paulo e emociona fãs
Minissérie icônica de Frank Miller, Elektra Vive ganha nova impressão no Brasil

Confira entrevista com o ator:

Foi fácil atuar ao lado de sua mulher, Elsa Patacky?
Foi uma ótima experiência porque deixamos nossos filhos com os avós, em Los Angeles, e as filmagens pareceram férias curtas.

O fato de não ser americano te dá uma perspectiva diferente para fazer esse papel?
Talvez. Acho que dá algum tipo de perspectiva. Vivi os ataques de 11 de Setembro e tudo o que ocorreu depois no Afeganistão de uma maneira diferente. Não foi melhor nem pior, apenas diferente.

Que memórias você tem desse episódio?
Lembro dele muito bem. Estava em casa e meus pais estavam vendo TV. Lembro de ficar em choque sem saber se havia sido um acidente ou um ataque. O segundo avião colidiu quando cheguei na escola. Houve uma confusão entre os presentes, uma mistura de medo e ansiedade. Todos nos reunimos na biblioteca e ficamos vendo TV. O que lembro, em geral, é de um estado de confusão, sem entender o que acontecia.

Você conversou com soldados das forças especiais para o filme. Eles o intimidaram?
Esse papo foi importante para entender tudo o que aconteceu. Eles nos deram muita informação sobre a missão e sobre a personalidade que os soldados tinham. Para mim foi importante saber qual era a verdadeira relação do meu personagem com o povo afegão. Acredito que enfatizar isso ajudou a realçar a amizade que ele desenvolveu. Esse aspecto foi central para mim.

Você precisou montar cavalos. Foi difícil se acostumar?
O mais complicado não foi apenas montar o cavalo, mas carregar armas que aumentavam o peso em 30 quilos, o que torna difícil manter o equilíbrio. Para o cavalo também não é tão agradável carregar tanto peso. Felizmente, meu cavalo era bem calmo.

Veja o trailer do filme:

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo