Esculturas em madeira do sergipano Véio ganham exposição gratuita no Itaú Cultural

Por Metro Jornal

Aos 70 anos, o sergipano Cícero Alves dos Santos reuniu uma intensa produção de esculturas concebidas a partir de madeira morta encontrada por ele nos arredores do sítio onde mora, em Nossa Senhora da Glória.

Uma coleção de cerca de 270 dessas peças compõe a exposição “Véio – A Imaginação da Madeira”, que acontece no Itaú Cultural até dia 13 de maio.

Leia mais:
A Luta do Século revive no cinema rixa de mais de 20 anos entre Todo Duro e Holyfield
Mostra no Cinesesc reúne filmes premiados no último Festival de Tiradentes

Com curadoria de Agnaldo Farias e Carlos Augusto Calil, a mostra passeia pelas mais diferentes verves criativas do artista, conhecido como Véio. Há desde peças abstratas a imagens de cachorros, cobras, pássaros e gente, de tamanhos que variam de milímetros a até dois metros de altura.

Ao longo de três pisos da instituição, o público vai poder adentrar no universo ao mesmo tempo sertanejo e transcendental do artista, com imagens que aludem tanto à infância dele quanto aos costumes e tradições do Nordeste brasileiro.

Véio já teve obras apresentadas em Paris e Veneza e foi um dos dez vencedores do Prêmio Itaú Cultural 30 Anos, realizado no ano passado.

Serviço:
No Itaú Cultural (av. Paulista, 149, Paraíso, tel.: 2168-1777; de ter. a sex., das 9h às 20h; sáb. e dom., das 11h às 20h. Grátis. Até 13/5.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo