Trama Fantasma: Daniel Day-Lewis se despede dos cinemas com drama sobre paixão

Por Gregory Wakeman/Metro Internacional

Em junho passado, Daniel Day-Lewis anunciou que “Trama Fantasma”, que estreia nesta quinta-feira (22), seria seu último filme como ator. A notícia provocou choque e desapontamento, considerando que ele tem apenas 60 anos e é amplamente apontado como um dos melhores atores de sua geração, sendo o único a ter conquistado três Oscars na categoria de melhor ator.

Ao conversar com Day-Lewis sobre seu canto de cisne, tem-se alguma ideia do que o levou a decretar o fim da própria carreira. Para ele, filmar o longa em um apertado casarão de Londres foi “horrível”.

Leia mais:
Indicado ao Oscar de melhor filme, Trama Fantasma estreia no Brasil nesta quinta
Nova série histórica Knightfall retrata corrida pelo Santo Graal

“Nós rodamos em Whitby, no Nordeste da Inglaterra, e foi lindo. Depois em Cotswolds, e também foi lindo. [Em Londres] esperávamos reproduzir aquele mesmo jeito contido de trabalhar, sem interrupções. Estaríamos em um mundo criado por nós e ficaríamos nele sem ninguém de penetra”, diz ele.

Não foi o que aconteceu.

“Apesar desse casarão ter uma fachada muito bonita, tudo foi um pesadelo, porque ficamos uns em cima dos outros, a equipe era enorme, não havia espaço.”

Até o diretor Paul Thomas Anderson admitiu que esse foi um desafio enorme a ser superado. Apesar disso, ele não teria mudado nada de sua abordagem se pudesse.

“Eu deveria ter construído um set, mas isso não parece divertido. Parece até pior. Apesar das dificuldades – e houve bastante –, acho que valeu a pena”, confessa ele.

“Trama Fantasma” é ambientado na Londres de 1955 e gira em torno de um grande estilista, Reynolds Woodcock (Daniel Day-Lewis), que, ao lado da irmã, Cyril (Lesley Manville), comanda uma prestigiada grife que veste famílias reais, socialites e estrelas de cinema. Reynolds encontra inspiração em várias musas. A mais nova é Alma (Vicky Krieps), que marca a vida dele permanentemente.

“Eu creio que esse seja um filme sobre paixão. Não sei falar bem sobre isso, mas acho que também há algo sobre uma necessidade de alguém, uma necessidade que às vezes a gente acha que não necessita”, diz o diretor.

Veja o trailer do filme:

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo