Para Andressa Urach, mulheres não devem negar sexo ao marido para 'não dar brecha ao diabo'

Por Metro Jornal

Convertida à religião evangélica desde que ficou internada por complicações motivadas de aplicações de hidrogel no corpo, Andressa Urach tem renegado seu passado de competições de Miss Bumbum e garota de programa.

Leia mais:
Andressa Urach vai cursar faculdade de enfermagem

Mesmo assim, ela continua se mantendo em evidência graças às declarações polêmicas que permeiam suas redes sociais. Ela mantém também um canal do YouTube. Na última quarta-feira (21), ela respondeu a dúvidas sobre intimidade e sexo.

Fiel da Igreja Universal, Andressa acredita que as mulheres não podem negar sexo a seus maridos. "Tem que estar sempre disponível. Então, amiga, para com isso de dor de cabeça. Se você está sem vontade, inicie que daqui a pouco você vai ficar. Relação sexual é maravilhosa, foi Deus que inventou. Mas tem que ser direitinho, com o maridinho. Não fica dando brecha para o diabo negando seu marido, porque você está colocando sua relação em risco", completou.

Ela também reprovou, entre tantas práticas, o hábito de assistir a filmes pornôs, sexo em público e sexo anal. Até mesmo sexo antes do casamento foi classificada de maneira dura pela loura.  "É prostituição. Nem morando junto, porque morar junto também é prostituição. Tem que ser casado no papel e na igreja", opinou.

Andressa foi vice em um dos concursos Miss Bumbum e, após correr risco de morte por conta do hidrogel, escreveu um livro em que contou ter usado drogas e se prostituído (o programa de duas horas podia custar até R$ 15 mil).

 

Veja o vídeo completo abaixo:

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo