The Weeknd acusa marca famosa de roupas de racismo: Estou muito ofendido

Por Band.com.br

The Weeknd usou o Twitter nesta última segunda-feira (8) para manifestar sua indignação ao ver um dos anúncios da marca de roupas H&M, que é conhecida mundialmente.

O rapper acusou a empresa de racismo depois de se deparar com a imagem de um menino negro usando um casaco de moletom com a seguinte mensagem estampada: "Coolest monkey in the jungle", que em português significa "O macaco mais legal da selva". Na mesma coleção também tem outro casaco de moletom, usado por um menino branco, que diz "Mangrove jungle survival expert", que em português significa algo como "Especialista em sobrevivência da selva dos manguezais".

Leia mais:
Tina Turner e Queen serão homenageados no Grammy 2018
Sem Fergie, Black Eyed Peas lança primeira música inédita desde 2015

"Acordei nesta manhã chocado e envergonhado com esta foto. Eu estou profundamente ofendido e eu não vou mais trabalhar com a H&M" escreveu o cantor, que fez uma parceria com a marca no começo de 2017.

Após a repercussão da foto, a empresa usou a rede social para se manifestar: "Lamentamos profundamente que a foto tenha sido tirada e também nos arrependemos de sua estampa. Portanto, não só retiramos a imagem de nossos canais, como também a peça da nossa lista de produtos", diz a nota oficial.

Veja a diferença entre os dois moletons lançados pela marca (em inglês):

https://www.instagram.com/p/BdtQgFLBaut/?taken-by=julianigram

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo