Mostra de Cinema de SP apresenta séries de filmes no vão do Masp

Por Nadia

Captura de Tela 2014-10-19 às 19.25.08Um dos eventos mais tradicionais da Mostra, o Vão Livre, realizado no espaço de 74 metros de comprimeto do Masp, ganha sua nova edição a partir desta segunda-feira, às 19h30.

Quem abre essa programação paralela da Mostra é o filme brasileiro “Riocorrente”, de Paulo Sacramento, Prêmio da Crítica da 37ª Mostra. Outro longa nacional que terá exibição é “O Grande Momento”, de Roberto Santos (dia 27).

Um destaque dessa pequena mostra é a possibilidade de assistir na ordem a aclamada Trilogia das Cores, de Krysztof Kieslowski. Amanhã é a vez de “A Liberdade é Azul” (1993); quarta tem “A Igualdade é Branca” (1994); e quinta é “A Fraternidade é Vermelha” (1994).

Outras três produções com participações da França, verdadeiros clássicos internacionais e que fazem parte da retrospectiva da produtora e distribuidora francesa MK2, também chegam ao vão do Masp. O primeiro com “Código Desconhecido”, de Michael Haneke (sexta); no dia 28 tem “A Maçã”, de Samira Makhmalbaf; e para encerrar o evento, no dia 29, “O Vento Nos Levará”, de Abbas Kiarostami.

As exibições no vão do Masp são algumas das mais disputadas da Mostra. Por lá já passaram filmes como “O Paciente Inglês”, de Anthony Minghella (29ª Mostra), “2001 – Uma Odisseia no Espaço”, de Stanley Kubrick (29ª Mostra) e “Macunaíma”, de Joaquim Pedro de Andrade (33ª Mostra). 

Serviço:

No vão livre do Masp (av. Paulista, 1.578, Cerqueira César; tel.: 3251-5644).
A partir desta segunda-feira. Sempre às 19h30. Grátis. Até 29/10.

Juliette Binoche em ‘A Liberdade é Azul’ | Divulgação Juliette Binoche em ‘A Liberdade é Azul’ | Divulgação

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo