Exposição de Street Art traz obras inéditas e inglês Banksy

Por fabiosaraiva
Montagem da obra do artista português Vhils | André Porto/Metro Montagem da obra do artista português Vhils | André Porto/Metro

Cada vez mais a arte de rua conquista espaços pelos muros das cidades, não só no Brasil, mas no mundo. De marginalizados a admirados, esses artistas passaram a comercializar suas obras e conquistar galerias. Alguns dos expoentes mais significativos do gênero estarão com seus trabalhos expostos a partir de sábado na mostra “Street Art – Um Panorama Urbano”, na Caixa Cultural.

Vhils e Mais Menos (Portugal), Rero e Jef Aerosol (França), StenLex (Itália) e Nunca (Brasil) vão apresentar produções de técnicas variadas, que passam pela pintura, colagem, mosaico, instalações, resina, carimbo e algumas esculturas. Cada um deles apresentará pelo menos uma obra inédita, feita exclusivamente para a exposição.

Principal nome da arte de rua, o inglês Banksy também será representado por duas peças, uma delas inédita, “Everyday a Fresh Load of Compromise” (2006), cedida por um colecionador.

“É um grupo bem heterogêneo em termos de estilo. É o que se faz de melhor pelo mundo”, explica Leonor Viegas, curadora da mostra. “As manifestações dos cidadãos comuns sobre esses artistas, principalmente nas redes sociais, acabam sendo parte importante na curadoria da exposição. Há uma curiosidade nas pessoas em saber como os artistas de rua adaptam seus trabalhos a um museu”, explica.

Diferentemente de uma exposição em galeria, com obras que geralmente são produzidas para serem comercializadas, os trabalhos da mostra na Caixa Cultural serão exibidas exclusivamente no espaço, o que traz mais liberdade para os artistas criarem e se adaptarem sem se preocuparem com vendas. “Esse estilo faz parte da história. Assim como tivemos o pop art há alguns anos, o street art vai marcar nossa geração”, analisa Leonor.

A exposição ainda vai ao Rio de Janeiro, em agosto e Brasília, em novembro. Nessas cidades, trabalhos de outros seis artistas serão incluídos à mostra.

Serviço: Caixa Cultural São Paulo (pça. da Sé, 111, tel.: 3321-4400). A partir de sábado. De ter. a dom., das 9h às 19h. Grátis. Até 20/4.

 

Considerado o trabalho mais famoso do britânico Bansky, “Kissing Coppers” foi leiloado nesta quarta-feira por R$ 1,38 milhão em Miami após ter sido removido da parede do pub onde fora originalmente aplicado | Getty Images Enquanto isso… Considerado o trabalho mais famoso do britânico Bansky, “Kissing Coppers” foi leiloado nesta quarta-feira por R$ 1,38 milhão em Miami após ter sido removido da parede do pub onde fora originalmente aplicado | Getty Images

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo