‘Vou opinar através da comédia’, afirma Rafinha Bastos

Por Caio Cuccino Teixeira
Apresentador vai comandar programa "Agora É Tarde" | Rodrigo Belentani/Band Apresentador vai comandar programa “Agora É Tarde” | Rodrigo Belentani/Band

Após uma saída tumultuada da Band, em 2011, Rafinha Bastos voltou à emissora no ano passado para ser um dos apresentadores de “A Liga” e agora será o âncora do talk show “Agora É Tarde”, que estreia nova temporada em março. Em bate-papo com o Metro Jornal, o apresentador fala sobre as expectativas da nova empreitada e garante: nada de Wanessa Camargo em sua bancada.

Como você vai fazer um programa que tenha a sua cara mesmo mantendo o nome usado anteriormente por Danilo Gentili?
Eu acho que os programas naturalmente assumem a cara do seu apresentador. E talk shows já têm uma estrutura conhecida. Claro que algumas mudanças vão acontecer, de composições, de participações, de elenco. Tudo muda.

Qual vai ser o tom de humor do ‘Agora É Tarde’?
Vai ser o meu humor. Dá para ver que as tiradas ficam com a minha cara, talvez mais provocativas, mas esse não é o objetivo. Queremos é dar diversão no final de noite. O programa pode ficar um pouco mais irônico, mais sarcástico, sim. Aqui vou opinar através da comédia, mas não tenho obrigação de fazer isso o tempo todo.

O programa vai ter espaço para assuntos mais sérios?
Depende do que acontece no dia. Tem dias que serão mais informativos. Por exemplo, eu escrevi um texto sobre nosso colega [Santiago Andrade, cinegrafista da Band morto no Rio], que perdemos no protesto. Isso pode entrar no programa não como modo de piada, claro, mas podemos falar a respeito. Eu quero trazer um pouco do Rafinha de “A Liga” para o “Agora É Tarde”, falar sobre outros assuntos, não como “liçãozinha” de moral, mas com opinião.

É verdade que você gostaria de levar a Wanessa na estreia? [Em 2011, ainda no “CQC”, Rafinha fez uma piada envolvendo a cantora e seu bebê, o que o fez ser processado e condenado]
Não, de modo algum. Isso não é verdade. Eu gostaria de entrevistar o Felipão [técnico da Seleção Brasileira de futebol]. Ele é divertido e o admiro. Tem também a Marília Gabriela, o Ratinho. Dentro da Band tem vários nomes bons, como o Datena.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo