Artista Flávio de Carvalho é tema de exposição no Museu da Cidade de SP

Por Caio Cuccino Teixeira
Flavio (esq.) e sua ‘Experiência nº 3’ nas ruas de São Paulo | Folhapress Flavio (esq.) e sua ‘Experiência nº 3’ nas ruas de São Paulo | Folhapress

Arquiteto, engenheiro, cenógrafo, artista plástico, antropófago, desenhista e por aí em diante. O fluminense Flavio de Carvalho (1899-1973) e sua extensa criação artística são os temas da exposição “Flavio de Carvalho: A Experiência como Obra”.

A mostra, que será aberta nesta quinta-feira no Museu da Cidade de São Paulo (antiga Oca), é uma reunião de pinturas, aquarelas, figurinos e muitas outras peças que mostram as diversas facetas modernistas do artista que se considerava um arqueólogo por estar o tempo todo na busca da profundidade da arte.

O processo de recuperação das obras de Flavio começou há oito meses. Nesse período, os acervos do Arquivo Histórico de São Paulo, da Fundação Theatro Municipal, da Biblioteca Mario de Andrade, do Departamento de Patrimônio Histórico e do Centro Cultural São Paulo foram revirados pela equipe de Afonso Luz, diretor do Museu da Cidade e curador da mostra. “A ideia era encontrar tudo o que a cidade colecionou do artista para pensarmos sobre seu conceito de arte contemporânea”, analisa o especialista.

A exposição conta com 182 obras, sendo mais de 20 inéditas, divididas em quatro blocos que envolvem a “Experiência nº 2”, as criações do “Eng. Civil-Arkiteto-Escultor-Decorador” – como Flavio se denominava – e a “performatividade do corpo”, com obras sobre os bailados, figurinos e a obsessão do artista pelas máscaras, entre outros temas.

Uma de suas obras mais emblemáticas, o figurino “New Look”, da “Experiência nº 3”, também estará exposto em sua versão original. Outro significativo achado foram os 12 figurinos para o balé “A Cangaceira”, de Camargo Guarnieri, usados em 1954 no Municipal. “O estado das peças é surpreendente. No geral, os objetos que encontramos eram bem cuidados, só não estavam corretamente catalogados”, explica Alfredo.

Serviço

No Museu da Cidade de São Paulo, no Parque Ibirapuera (av. Pedro Álvares Cabral, s/nº, tel.: 3105-6118). A partir de hoje. Ter. a dom., das 10h às 19h. Grátis. Até 9/3.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo