Filha adotiva denuncia abuso de Woody Allen em carta

Por Tercio Braga
Woody Allen | Jason Merritt/Getty Images Woody Allen | Jason Merritt/Getty Images

Nesse sábado, dia 1ª, uma antiga polêmica envolvendo o diretor Woody Allen veio à tona. Dylan Farrow, sua filha adotiva com a ex-mulher Mia Farrow escreveu uma carta aberta para o New York Times relatando ter sido sexualmente abusada pelo pai.

O caso esteve na mídia em 1993, mas Dylan resolveu começar a tocar no assunto pela primeira vez recentemente. Em outubro de 2013, ela confirmou em uma matéria da revista “Vanity Fair” os boatos de que o diretor teria a molestado quando criança.

No entanto, Woody Allen ser ovacionado no Globo de Ouro em janeiro deste ano foi a gota d´agua. “Por muito tempo a aceitação dele me silenciou, é como se os prêmios me fizessem calar a boca”, confessou.

Durante a premiação, Mia Farrow usou sua conta do Twitter para ironizar a situação. “Hora de mudar de canal”, escreveu. Ronan Farrow, irmão de Dylan, também se manifestou pelo microblog com uma frase mais direta sobre o caso: “Eles colocaram a parte em que uma mulher confirmou publicamente que ele a molestou aos sete anos?”, disse através do microblog.

Na carta publicada nesse sábado, dia 1º, a jovem contou que tinha sete anos quando o pai a levou para detro do sótão e pediu para que ela deitasse de bruço e brincasse com o trenzinho do irmão enquanto ele a tocava.”Enquanto isso ele dizia que eu era uma boa garota e isso era o nosso segredo. Ele me prometeu que a gente iria a Paris e eu seria a estrela em seus filmes”, disse.

Durante um tempo o diretor ainda tinha momentos a sós com a garota e ela acreditou que isso era um comportamento normal entre pai e filha, até que resolveu perguntar à mãe sobre o assunto e isso desencadeou as acusações.

Na época, Mia Farrow desistiu de ir adiante com o processo para não expor a menina. No entanto, Woody Allen foi proibido de ver os filhos. O casal também adotou Moses e juntos tiveram o ator Ronan Farrow.

Dylan afirma que atualmente se considera uma pessoa de sorte por ter o apoio de sua família e sente pelas pessoas que sofrem abuso e se escondem. Ela também questiona os celebridades que atuam nos filmes do pai como Cate Blanchett, Alec Baldwin e a musa de diversos longas do diretor, Scarlett Johansson. “E se fossem os seus filhos?”, questiona.

Essa não é a única polêmica que envolve Woody Allen. Em 1992, o diretor se separou da mulher e em seguida assumiu o relacionamento com Soon-Yi, outra filha adotiva de Mia, com quem ele é casado até hoje.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo