‘Brooklyn Nine Nine’ surpreende e leva dois prêmios no Globo de Ouro

Por Caio Cuccino Teixeira
Andy Samberg (esq.) e Andre Braugher no episódio de estreia da série  | Divulgação Andy Samberg (esq.) e Andre Braugher no episódio de estreia da série | Divulgação

Apesar de ter contado com uma premiação pulverizada entre favoritos, a última edição do Globo de Ouro teve pelo menos um azarão.

Vencedora das categorias de melhor série de comédia e melhor ator de comédia para Andy Samberg, a novata “Brooklyn Nine Nine” bateu no último domingo a popular “The Big Bang Theory”, as aclamadas “Girls” e “Modern Family” e a cultuada “Parks and Recreation”.

O feito não é nada desprezível, já que, com apenas 12 episódios produzidos e risco de cancelamento dado à baixa audiência, a série exibida pela Fox americana conquistou a mesma quantidade de Globos de Ouro obtida pela ovacionada “Breaking Bad” em cinco temporadas, como lembrado pelo jornal britânico “The Telegragh”.

Produzida por Michael Schur, “Brooklyn Nine Nine” tem um quê de dois outros seriados roteirizados ou dirigidos por ele: “The Office” e “Parks and Recreation”.

O cenário é uma fictícia delegacia de polícia no bairro do Brooklyn, em Nova York, e a trama gira em torno de Jake Peralta, um detetive esperto e eficiente, mas imaturo, brincalhão e completamente infantil.

Ele é interpretado por Samberg, saído do celeiro de talentos cômicos dos Estados Unidos, o programa “Saturday Night Live”. Seu contraponto é o recém-nomeado chefe Ray Holt (Andre Braugher), que tem como meta pôr ordem na casa, o que significa fazer o jovem detetive se endireitar.

Para a crítica americana, o prêmio a Samberg soou como um aceno positivo a todo o elenco, já que suas piadas só funcionam devido ao bom timing de humor dos (bem escalados) colegas.

A série chega ao Brasil ainda neste semestre e vai ao ar no canal TBS.  

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo