Vai entrar num consórcio? Veja seus direitos

Por Metro Jornal

O sistema de vendas por consórcio bateu recorde entre janeiro e setembro do ano passado, somando R$ 73,5 bilhões – aumento de 29,3% sobre as vendas no mesmo período de 2016, segundo a Abac (Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios). A Proteste, associação de consumidores, reuniu e publicou algumas dicas para que o consumidor avalie as condições do consórcio antes de fechar negócio. Ou, ainda, que negocie claramente com a empresa que administra as cotas.

Para fugir de armadilhas é preciso conhecer bem o funcionamento do consórcio, já que ele é uma reunião de pessoas (físicas e jurídicas) buscando comprar um bem ou serviço através do autofinanciamento, alerta a Proteste. Cotas mensais são pagas por um período, com prazo determinado, cuja administração fica sob os cuidados de uma empresa. Existem três maneiras de aderir ao sistema: a primeira é procurando um grupo já formado e entrar em uma cota ainda não preenchida.

A segunda é pela cota de reposição, que surge quando alguém é excluído da vaga ou desiste dela. Já a terceira é por via de transferência, entrando no lugar de alguém. Seja qual for a situação, o consumidor deve conhecer seus direitos e deveres. Confira alguns deles.

consorcio
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo