Saiba o que vai mudar nos juros do cheque especial

Por Carolina Santos

Os bancos passarão a partir de julho a ofertar aos usuários do cheque especial uma opção de linha de crédito com juros mais baixos. O parcelamento do saldo devedor será oferecido para clientes que tenham utilizado o cheque especial por 30 dias consecutivos, com uso de mais de 15% do limite disponível.
A mudança foi anunciada ontem pela Febraban, federação dos bancos, que definiu novas regras para a modalidade de crédito – uma das mais caras do mercado. Em fevereiro, o juro do cheque especial chegou a 324,12% ao ano, enquanto a taxa média do crédito livre para as famílias ficou em 57,72% ao ano.
Cada instituição estabelecerá a cobrança, mas ela precisará ter juro mais baixo, diz a Febraban. A expectativa da entidade é que haja uma redução das taxas cobradas no cheque especial.

“A medida parece bastante positiva, porém ainda é muito tímida perto do descontrole financeiro das pessoas relativas a essa linha de crédito, sem contar que terá que avaliar se realmente as menores taxas a serem oferecidas serão interessantes”, diz o educador financeiro Reinaldo Domingos.
Pelas novas regras, os bancos também deverão informar de forma clara nos extratos o limite de crédito do cheque especial disponível para que ele não seja confundido com valores em depósito na conta corrente.

arte
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo