Claro segue rivais e corta ‘velocidade reduzida’

Por lyafichmann
Para continuar navegando, cliente terá que pagar mais | Marcello Casal Jr/ABr Para continuar navegando, cliente terá que pagar mais | Marcello Casal Jr/ABr

Seguindo as rivais Vivo e Oi, a Claro também decidiu acabar com a chamada “velocidade reduzida” quando um usuário atingir o limite de franquia de dados. A operadora já começou a informar seus clientes por meio de SMS que, nesse caso, a partir de 28 de dezembro, a internet será bloqueada. Para continuar navegando, será preciso contratar um novo pacote de dados.

A mudança será válida para os clientes pré-pagos e controle da empresa, a exemplo do modelo adotado pela Vivo e pela Oi. Segundo a Claro, após atingirem o seu limite contratado, os usuários precisarão adquirir um pacote adicional, de 10 MB, 20 MB ou 40 MB, ou contratar um novo plano mensal para continuar usando a internet. A operadora não revelou os valores dos novos pacotes adicionais.

“A medida visa a permitir que nossos clientes utilizem seus pacotes de internet sempre em alta velocidade, sem o incômodo de ter a velocidade de navegação reduzida após o consumo de sua franquia”, diz Rodrigo Vidigal, diretor executivo de marketing da Claro.

A estratégia das operadoras é condenada por entidades de defesa do consumidor. Segundo a Proteste, a medida fere o direito do consumidor que assumiu um contrato anterior e que garantia a continuidade do serviço, mesmo que com redução da velocidade. O cliente não é obrigado a aceitar esse tipo de imposição porque o próprio Código de Defesa do Consumidor proíbe alterações unilaterais de contrato, diz a associação.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo