Universalização da banda larga custará R$ 50 bilhões, afirma o governo

Por fabiosaraiva

A universalização da banda larga, promessa de campanha da presidente Dilma Rousseff para o próximo mandato, custará R$ 50 bilhões. Para cobrir todo esse gasto, o governo buscará parcerias com a iniciativa privada, segundo  o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo. Atualmente, 47% dos municípios já têm fibra ótica.

“Universalizar a internet em quatro anos é factível e realizável. Mas é importante frisar que universalizar não significa que 100% das pessoas estarão conectadas, porque nem a TV aberta faz isso. Imagino que já se pode começar a falar em universalização quando esse percentual de acesso estiver na faixa dos 90%”, disse o ministro.

Dos R$ 50 bilhões a serem investidos, R$ 10 bilhões serão destinados a levar a rede de fibras óticas às cidades. Para a fibra ótica chegar aos 45% de domicílios restantes, serão necessários mais R$ 40 bilhões, segundo Bernardo. Este valor pode cair, caso a tecnologia adotada seja outra.

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo