Guido Mantega anuncia imposto menor sobre lucros no exterior

Por lyafichmann

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou que o governo vai ampliar para toda a indústria a redução – de 34% para 25% – da alíquota de Imposto de Renda de empresas brasileiras sobre os lucros no exterior.

O anúncio foi feito na tarde desta segunda-feira, durante reunião na sede da CNI (Confederação Nacional da Indústria), em São Paulo. A medida entra em vigor em outubro.

Três setores já haviam sido contemplados pelo benefício: alimentos, bebidas e empreiteiras. Empresários brasileiros que atuam no exterior reivindicaram igual tratamento, em prol da competitividade de seus negócios. Acabaram sendo atendidos.

“Na prática, é um equilíbrio ente empresas brasileiras e estrangeiras”, disse Mantega.

Retomada

Pela manhã, ao participar do 11° Fórum de Economia da FGV (Fundação Getulio Vargas), o ministro disse que o Brasil tem hoje economia mais sólida do que em 2008, início da crise econômica internacional, e que o país está preparado para a retomada do crescimento.

Entre as condições conjunturais que favorecem esse crescimento, Mantega apontou o retorno do crédito com a recuperação do mercado de consumo, a existência de reservas financeiras elevadas, um alto fluxo de investimento externo, a baixa dívida externa e o câmbio relativamente estável.

“Estamos prontos para o novo ciclo de expansão da economia”, declarou. Um dos temas abordados por ele foi a independência do Banco do Central (BC), proposta em alta no debate eleitoral.

‘Iluminados’

“Independência você dá para os governos, para o Congresso, mas não para um núcleo de iluminados, que não foi votado pela população e teria poder de definir a política monetária e cambial, portanto a política econômica. Isso poderia ser feito sem ter um diálogo com as pessoas eleitas, os representantes da República. Acho complicado”, afirmou Mantega.

Loading...
Revisa el siguiente artículo