Previsão do PIB cai pela 16ª vez seguida e chega a 0,33%

Por Carolina Santos

Economistas de instituições financeiras reduziram a perspectiva de crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) do Brasil em 2014 de 0,48% para 0,33%, de acordo com pesquisa Focus do Banco Central divulgada nesta segunda-feira.

É a 16ª redução semanal seguida, desde 2 de junho passado, quando a expectativa era de 1,5%. De lá para cá, o recuo do otimismo dos economistas já alcança 78%.

Para a produção industrial, a estimativa é de queda de 1,98% neste ano, com recuperação em 2015. Para o próximo ano, a projeção de expansão é de 1,5%.

A projeção de instituições financeiras para a inflação, medida pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), foi mantida em 6,29%, tanto em 2014 quanto no próximo ano.

Selic

A estimativa está acima do centro da meta (4,5%) e abaixo do limite superior (6,5%). O BC tem a função de fazer com que a inflação fique dentro da meta, e um dos instrumentos usados para influenciar a atividade econômica e, consequentemente, a inflação, é a taxa básica de juros, a Selic.

A projeção das instituições financeiras para a Selic, ao final deste ano, foi mantida no atual patamar de 11% ao ano. Para o final de 2015, a projeção passou de 11,63% para 11,5% ao ano.

20140916_SP08_queda-do-pib

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo