Preço da carne no atacado tem alta de até 20% em 1 mês em São Paulo

Por lyafichmann
Produto está mais caro para o consumidor desde o mês passado | Divulgação Produto está mais caro para o consumidor desde o mês passado | Divulgação

Os preços das carnes poderão ficar mais altos para o consumidor brasileiro nos próximos meses. Segundo levantamento do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), vinculado à Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), a cotação da carne suína no atacado da Grande São Paulo subiu 20% em agosto.

Também em alta, o frango inteiro resfriado registrou valorização superior a 15%, enquanto a carne bovina subiu 5%. Parte desse movimento de alta começou a chegar ao consumidor na segunda metade do mês passado.

“Não tem para onde correr”, afirmou o analista da consultoria MB Agro, César Castro Alves, ao “Valor Econômico”, referindo-se ao IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), índice oficial de inflação.

Com isso, interrompe-se a tendência de retração que vinha contribuindo para a desaceleração da inflação no país.

No IPCA de agosto, divulgado na sexta-feira da semana passada, o item carnes já apareceu novamente com alta, de 0,43%.

Nesse item, cujo peso no IPCA foi de 2,6% no mês passado, estão incluídas as carnes bovina e suína.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo