Preço de imóveis no país sobe 4,82% em oito meses

Por fabiosaraiva

O Índice FipeZap Ampliado, que acompanha o preço dos imóveis em vinte cidades do Brasil, registra aumento de 4,82% em 2014. Esse valor é 0,8 ponto percentual superior ao IPCA do período (considerando a expectativa de inflação no mês de agosto apurada pelo Banco Central). Na média, os imóveis apresentam aumento real.

Considerando os doze últimos meses, a variação acumulada é de 9,9%. É a primeira vez que essa variação é inferior a 10% desde o lançamento do índice, em 2012, e é o nono mês seguido de queda, que se iniciou em novembro de 2013, quando este indicador tinha sido de 13,8%.

O resultado de agosto reforça a tendência de desaceleração do aumento dos preços dos imóveis no país. Das vinte cidades consideradas no índice, cinco apresentam variação de preço inferior à inflação em 2014, sendo Brasília a única que observou redução (-1,1%).

As cidades que apresentaram maior aumento foram Goiânia (9,1%), Vitória (8,3%) e Campinas (7,0%). No caso de São Paulo e Rio de Janeiro, a variação foi de 5,9% e 6,1%, respectivamente.

A cidade com o metro quadrado médio mais caro continua sendo o Rio de Janeiro (R$ 10.749), seguida por São Paulo (R$ 8.243). Os dois municípios que apresentaram os menores preços foram Contagem (R$ 3.304) e Goiânia (R$ 3.926).

imoveis

Loading...
Revisa el siguiente artículo