BC decide manter a taxa básica de juros em 11% ao ano

Por Tercio Braga
Taxa Selic é usada como instrumento de combate à inflação | stockshutter Taxa Selic é usada como instrumento de combate à inflação | stockshutter

O Copom (Comitê de Política Monetária), do Banco Central, manteve a taxa básica de juros (Selic) em 11% ao ano. A decisão foi unânime. É a quarta reunião seguida em que os juros ficam nesse nível. Em comunicado, o Copom disse que “avaliando a evolução do cenário macroeconômico e perspectivas para inflação”, decidiu manter os juros.

A taxa Selic é usada pelo Banco Central para controlar a inflação. Quando está alta, ela favorece a queda dos preços, pois desestimula o consumo, já que os juros cobrados nos financiamentos, empréstimos e cartões de crédito ficam mais altos.

Por outro lado, quando está baixa, ela favorece o consumo, pois tomar dinheiro emprestado ou fazer financiamentos fica mais barato, já que os juros cobrados nestas operações ficam menores.

É também a partir dela que os bancos definem a remuneração de algumas aplicações financeiras feitas pelos clientes. A taxa não é utilizada para empréstimos e financiamentos na ponta final (pessoas físicas e empresas).

Em outubro de 2012, a Selic atingiu seu menor índice, 7,25%, e assim se manteve até março de 2013, quando entrou em trajetória de alta e não parou mais de subir.

Loading...
Revisa el siguiente artículo