Cai previsão do mercado para crescimento da economia

Por Nadia
Queda da atividade econômica atinge indústria | Rodrigo Paiva/Folhapressagência Queda da atividade econômica atinge indústria | Rodrigo Paiva/Folhapressagência

Economistas do mercado financeiro baixaram de 0,70% para 0,52% a previsão de crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) em 2014, informou nesta segunda-feira o relatório Focus, elaborado pelo Banco Central.

Esta é a 14ª redução consecutiva da estimativa do mercado para o crescimento da economia brasileira neste ano. A expectativa está bem abaixo dos 2,5% registrados em 2013. O documento é resultado de pesquisa feita com cerca de cem instituições financeiras.

O pessimismo dos economistas reflete o resultado do PIB divulgado na última sexta-feira (29), quando o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) informou que a economia do país encolheu 0,6% no segundo trimestre de 2014 sobre os três meses anteriores.

Além disso, o desempenho do primeiro trimestre sobre o quarto trimestre de 2013 foi revisado para mostrar contração de 0,2%, levando o país a entrar em recessão.

Inflação

O relatório mostra também que as expectativas de inflação sofreram pouca alteração. A estimativa para a alta do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor, Amplo) em 2014 permaneceu em 6,27%, enquanto para 2015 a projeção subiu para 6,29%.

Em relação aos preços administrados, um dos principais vilões da inflação neste ano, e que deve continuar em 2015, a projeção caiu 0,05 ponto percentual para este ano, a 5,05%, e foi mantida em 7,0% para 2015. Em 12 meses, o IPCA vem se mantendo em torno do teto da meta do governo, que é de 4,5%, com margem de 2 pontos percentuais para mais ou menos.

A expectativa agora fica para a divulgação, nesta sexta-feira, dos números de agosto do indicador. Para os próximos 12 meses, o relatório Focus mostrou que o mercado manteve a previsão de alta do IPCA em 6,24%. Nesta quarta-feira (3), o Copom (Comitê de Política Monetária do Banco Central) se reúne para definir se altera ou não a atual taxa Selic, que é de 11%.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo