Seis em cada 10 que limpam o nome voltam a dar calote

Por lyafichmann
Pagar em dinheiro ou cartão pode fazer diferença no bolso | Marcelo Justo Com o desaquecimento no mercado de trabalho e o aumento nas taxas de juros, a inadimplência vem aumentando neste ano | Marcelo Justo

Dos consumidores que conseguiram limpar o nome, 59,2% voltaram ao cadastro de inadimplentes em até um ano depois, segundo levantamento da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Já a proporção de consumidores que deram calote em um prazo menor, de 3 meses seguintes ao pagamento das dívidas, é de 35,3%.

No ano passado, esses números eram menores, segundo a empresa. Em levantamento feito em junho de 2013, a reincidência em 3 e 12 meses era de 33,2% e 57,2%, respectivamente.

Segundo o diretor de Sustentabilidade da Boa Vista SCPC, Fernando Cosenza, em muitos casos, a reincidência na inadimplência ocorre devido à falta de planejamento na renegociação da dívida, que gera parcelas que não cabem no bolso do consumidor. “Mas essa hipótese é menos relevante este ano, já que há algum tempo o brasileiro vem demonstrando maior maturidade e cautela na gestão de suas contas. Nesse momento, a taxa de reincidência está mais associada ao aperto dos orçamentos, pressionados pela inflação, pela alta dos juros e pelo menor crescimento da renda real”, analisa Cosenza.

Com o desaquecimento no mercado de trabalho e o aumento nas taxas de juros, a inadimplência vem aumentando neste ano. Dados da Boa Vista SCPC mostram que a inadimplência cresceu 5,3% em julho de 2014, contra o mês anterior. No acumulado de janeiro a julho deste ano, os registros avançaram 2,7% em relação ao mesmo período do ano passado.

Captura de Tela 2014-08-27 às 20.41.13

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo