Bolsa ultrapassa 60 mil pontos com avanço de Marina

Por lyafichmann
Bovespa bateu recorde de movimentação financeira em 2011 Ibovespa sobe 1,89% e atinge maior nível em 19 meses | Divulgação

O principal índice da Bovespa fechou nesta quarta-feira com a maior pontuação em 19 meses, após novas pesquisas reforçarem um quadro mais difícil de reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT). O Ibovespa subiu 1,89%, a 60.950 pontos.

Na pontuação máxima da sessão, de 61.246 pontos, o índice alcançou o maior nível intradia também desde o final de janeiro de 2013. O giro financeiro somou R$ 10,8 bilhões.

A candidata Marina Silva (PSB) confirmou força na pesquisa Ibope, divulgada na terça-feira. O levantamento mostra que Marina se aproximou de Dilma, vencendo a petista no segundo turno com folga. O movimento foi reforçado em pesquisa da CNT/MDA, divulgada ontem.

No primeiro debate na TV entre os presidenciáveis, realizado pela Band na terça-feira, Marina prometeu governar unindo o país em contraposição à polarização PT X PSDB, enquanto o tucano Aécio Neves se apresentou como mudança segura e a presidente Dilma defendeu as realizações de seu governo.

As ações da Petrobras reagiram com alta às novidades. Investidores têm se mostrado insatisfeitos com a gestão das estatais pelo atual governo.

“Os investidores estão antecipando potenciais mudanças na governança da companhia se um novo governo assumir”, escreveu o analista Luiz Carvalho, do HSBC, em nota a clientes.

As ações preferenciais (sem direito a voto) da Petrobras subiram 4,58%, a R$ 22,84. É o maior preço desde 24 de setembro de 2012, quando valia R$ 22,96.

O papel preferencial da Eletrobras, outra estatal, teve valorização de 4,85%, a R$ 12,53. Já o Banco do Brasil ganhou 4,68%, a R$ 32,90, mais alto preço desde 2 de dezembro de 2010, quando a ação era cotada em R$ 33,49.

À margem da cena eleitoral, o setor de telecomunicações destacou-se na Bovespa após a Oi contratar o BTG Pactual para viabilizar proposta para compra da fatia detida indiretamente pela Telecom Italia na TIM Participações (ver matéria ao lado).

Dólar abaixo de R$ 2,25 

O dólar também reagiu ao cenário eleitoral, informou a “Reuters”. A moeda norte-americana caiu 0,82%, a R$ 2,2456 na venda. Trata-se do nível mais baixo de fechamento desde 30 de julho, quando terminou em R$ 2,2427.

20140828_SP12_bolsa-de-valores

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo