Inflação oficial volta para teto da meta

Por lyafichmann

ipcaA inflação oficial ficou praticamente estável em julho, com alta de apenas 0,01%. Com o resultado, o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) acumulado em 12 meses voltou para o teto da meta, de 6,5%. Em junho, o IPCA havia estourado o teto, fechando em 6,52%.

Segundo os dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a variação de julho é a menor taxa desde 2010, quando se registrou 0,01% em julho e 0% em junho. No ano, a inflação acumula alta de 3,76%.

Copa do Mundo

A queda de 26,86% no preço das passagens aéreas puxou para baixo os números do grupo “Transportes”, que registrou queda de 0,98% em julho contra alta de 0,37% no mês anterior.

O grupo “Despesas Pessoais” passou de 1,57% em junho para 0,12% no mês passado. O destaque no grupo ficou com o valor das diárias em hotéis, com queda de 7,65% após alta de 25,33% em junho, influenciada pela realização da Copa do Mundo no Brasil.

Segundo a coordenadora de índices de preços do IBGE, Eulina Nunes dos Santos, os dois grupos influenciaram fortemente a desaceleração da inflação no mês passado, embora quatro dos nove grupos pesquisados tenham apresentado queda: “Transportes”, “Comunicação”, “Vestuário” e “Alimentação e Bebidas”.

“Foi uma forte desaceleração em relação à alta de 0,40% no mês de junho. Isso se deve praticamente, a vários grupos que caíram, mas a maior desaceleração ficou com as despesas pessoais e com os transportes, porque nesses dois grupos temos itens que caíram bastante”, disse Eulina. “Eles são de retorno da Copa do Mundo, que haviam apresentado altas variações no mês de junho”.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo