Preço de imóvel no Brasil sobe 4% entre janeiro e julho

Por fabiosaraiva

O preço médio do metro quadrado de imóveis no Brasil voltou a subir um pouco acima da inflação em julho. Segundo o Índice FipeZap, o valor do m2 anunciado em 16 cidades do país subiu 0,60% no mês passado e acumula uma alta de 4,11% em 2014. No primeiro semestre, o aumento foi de 3,49%.

Se descontada a inflação prevista, o preço médio apresentou um aumento real de 0,2% entre janeiro e julho. A previsão de economistas consultados pelo Banco Central para o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) é de uma alta de 3,9% no período.

“A inflação perdeu força. O aumento de preços dos imóveis ficou muito próximo do índice previsto no ano”, afirma o coordenador do Índice FipeZap, Eduardo Zylberstajn.

De acordo com o economista, a tendência ainda é de redução no ritmo de elevações dos preços dos imóveis. No acumulado de 12 meses, ressalta, o valor do m2 passou de uma alta de 10,9% em junho para 10,4% em julho. Foi a oitava desaceleração seguida na comparação anual.

“É o que observamos em 2014. Não deve haver uma grande mudança nessa trajetória”, diz Zylberstajn, que vê um cenário menos favorável para o mercado imobiliário neste ano.

No mês de julho, o maior aumento foi registrado em Vitória (+1,39%), enquanto a maior queda ocorreu em Brasília (-0,44%). O Distrito Federal, inclusive, registra variação nominal negativa (-1,05%) nos preços anunciados em 2014. Os valores médios do m2 em junho ficaram entre R$ 10.699 (Rio de Janeiro) e R$ 3.949 (Vila Velha). São Paulo tem o segundo valor mais elevado entre as cidades monitoradas: R$ 8.186. A média das 16 cidades atingiu o valor de R$ 7.574. 

20140805_SP08_Evolução-de-preços

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo