BC prevê inflação acima de 6% apesar da alta dos juros

Por fabiosaraiva

Mesmo com os aumentos da taxa básica de juros desde abril de 2013, o Banco Central elevou a projeção para a inflação neste ano para um patamar mais próximo do teto da meta do governo, de 6,5%. Segundo o relatório de inflação do BC divulgado ontem, o IPCA ficará em 6,1% pelo cenário de referência, ante previsão em dezembro de 5,6%.

Para autoridade monetária, há dispersão de aumentos de preços e incertezas sobre reajustes da gasolina e de serviços públicos, como eletricidade. Nesse contexto, o BC elevou suas estimativas para a alta nos preços administrados a 5% em 2014 e 2015, 0,5 ponto percentual a mais do que a conta anterior.

Só para a conta de luz neste ano, a projeção de alta passou a 9,5%, ante 7,5%.  Questionado sobre fatores que levaram a essa maior estimativa, como o plano para financiar os gastos com acionamento das térmicas, o diretor de Política Econômica do BC, Carlos Hamilton Araújo, disse apenas que as contas se dão “com base nos instrumentos que temos”.

Hamilton afirmou ainda que  a gasolina deve subir este ano, mas não sabe qual vai ser o reajuste. No mês passado, o BC projetava reajuste zero até dezembro. Nos dois primeiros meses de 2014 já houve um aumento de 0,6%. “Nesses 5% (de alta para os administrados), tem aí algum aumento para a gasolina, que eu não saberia dizer quanto é. Não sei se é além dos 0,6%”.

As projeções considera  o chamado cenário de referência, que pressupõe Selic constante nos atuais 10,75% ao ano e dólar a R$ 2,35. Na próxima semana, o Copom (Comitê de Política Monetária) do BC se reúne novamente e mais uma alta de 0,25 ponto percentual é esperada. Para especialistas, no entanto, a mudança do cenário inflacionário feito pelo BC pode indicar mais aperto monetário.

Para o BC, o crescimento da economia também será pior. O PIB deve subir 2%, com desempenhos mais tímidos da agricultura e dos investimentos. Em 2013, o avanço foi de 2,3%.

20140328_SP14_Mais-alta-de-preços

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo