Refeição fora de casa tem preço médio de R$ 30,14

Por Tercio Braga

Os brasileiros desembolsam, em média, R$ 30,14 por uma refeição completa fora de casa, o que inclui comida, bebida, sobremesa e café. O dado faz parte  da pesquisa realizada pela Assert (Associação das Empresas de Refeição e Alimentação Convênio para o Trabalhador) e a DataFolha.

Um trabalhador que não conta com o apoio do PAT (Programa de Alimentação ao Trabalhador) precisa arcar sozinho com R$ 663,08, em média, mensais somente para almoçar. O valor equivale a 91,6% do salário mínimo nacional, considerando-se 22  dias de trabalho ao mês. Para quem trabalha aos sábados, a despesa sobe para R$ 783,64, ultrapassando o piso nacional de R$ 724.

A despesa com alimentação consome quase um quarto do orçamento das famílias (24,57%). E os gastos não param de subir.

O preço dos alimentos consumidos fora do lar tiveram elevação de 10,07% em 2013, superior  à alta de 9,51% de 2012, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Somente a refeição apresentou um aumento de 9,49% nos preços no ano passado.

A pesquisa da Assert  considera categorias de restaurantes: comercial, autosserviço, executivo e à la carte. O gasto médio varia de R$ 18,65 (comercial) a R$ 47,90 (à la carte).

Belo Horizonte lidera

Entre 49 municípios pesquisados, Belo Horizonte apresentou a refeição mais cara, com uma média de R$ 37,71. Na sequência, aparece o Rio de Janeiro, com um gasto médio de R$ 37,16 por almoço. Em São Paulo, o valor é de R$ 33,67.

A refeição mais barata foi encontrada em Nilópolis, no Rio de Janeiro (R$ 17,71). Em segundo lugar, está o município de Serra, no Espírito Santo (R$ 17,97).

Entre as regiões, o Centro-Oeste apresentou o maior preço médio: R$ 31,44. No Sul, foi apurado o menor valor médio, de R$ 28,20. 

alimentacao-fora620

Loading...
Revisa el siguiente artículo