Banco Central descarta bolha imobiliária no país

Por Tercio Braga

Mesmo com a forte valorização dos imóveis nos últimos anos, o Banco Central descarta a possibilidade de o Brasil caminhar para uma crise semelhante à ocorrida nos Estados Unidos entre 2008 e 2009. Segundo relatório divulgado ontem pela autoridade monetária, os bancos brasileiros teriam ainda capacidade para resistir ao impacto de uma forte queda nos preços de imóveis.

O preço anunciado do metro quadrado subiu 13,1% em 12 meses em 16 cidades do país, segundo o índice Fipe Zap. Com uma alta de 15% no período, o Rio tem o m2 mais caro de país: R$ 10.361.

“Com certeza pode-se dizer [que não há bolha]. Não tem elementos que possam caracterizar bolha”, afirmou, no entanto, o diretor de Fiscalização do BC, Anthero Meirelles.

Segundo ele, há bolha quando os preços dos ativos sobem sem nenhuma justificativa econômica. No Brasil, diz Meirelles, a alta de preços de imóveis acompanha o aumento da renda, mas os valores vão se equilibrando à medida em que a demanda por casas é atendida.

Meirelles disse ainda não acreditar que após a Copa do Mundo haverá uma forte queda nos preços dos imóveis, como prevê parte dos  analistas. “Não vejo nenhum sinal de ruptura nem de crédito e nem de preço dos imóveis”, afirmou.

Segundo simulações feitas pelo BC, mesmo com uma forte desvalorização dos imóveis residenciais, os bancos brasileiros estariam preparados. Uma queda de 33% nos preços em um único dia no Brasil, por exemplo, não deixaria nenhuma instituição com problema de capitalização. Esse percentual corresponde à desvalorização verificada nos EUA entre abril de 2006 e maio de 2009.

Só uma queda nos preços de 55% levaria à insolvência bancária e, mesmo assim, de apenas um banco. Entre as características do sistema nacional que explicam esses resultados estão o valor médio de entrada de 30% do imóvel nas operações e o uso do sistema de amortização constante (SAC), que leva à redução mais rápida do saldo devedor.

 

evolucao-de-precos-bolha-imobilaria620

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo