Antecipar restituição do Imposto de Renda fica mais caro; baixe o programa

Por Caio Cuccino Teixeira

Os bancos já começaram a oferecer linhas de crédito para a antecipação da restituição do Imposto de Renda Pessoa Física 2014. O prazo para a entrega da declaração começou na última quinta-feira e vai até o dia 30 de abril.

Quem quiser contar com o dinheiro antecipado neste ano deve ficar atento às taxas juros cobradas pelos bancos. Em linha com a elevação da taxa básica de juros, a Selic, os principais bancos elevaram os juros na modalidade de crédito.

• Clique aqui e baixe o programa do IR 2014

Entre as cinco maiores instituições, a Caixa foi a única que manteve a taxa mínima em 1,57% ao mês – a menor do mercado. Banco do Brasil, Bradesco, Itaú e Santander elevaram os juros cobrados na modalidade. Nestes bancos, as taxas mínimas vão de 1,69% a 2,34% ao mês.

Apesar da alta, os juros continuam inferiores às taxas cobradas de outras modalidades de crédito. No empréstimo pessoal, por exemplo, a taxa média mensal é de 3,26%, segundo pesquisa da Anefac (associação dos executivos de finanças) de janeiro. No cheque especial e cartão de crédito, os juros são de 8,03% e 9,37% ao mês, respectivamente.

A antecipação da restituição para quitar dívidas em linhas de crédito mais caras é um bom negócio, mas, fora isso, não é muito vantajoso, segundo o educador financeiro Reinaldo Domingos.

Além disso, é preciso ter a certeza de que tudo está correto na declaração entregue. “Caso apresente problemas, ela pode cair na malha fina da Receita Federal e terá que arcar com o empréstimo do próprio bolso”, alerta Domingos.

antecipacao-restituicao-ir-arte

Loading...
Revisa el siguiente artículo