Preço do imóvel novo sobe 21% em 2013 em São Paulo

Por Tercio Braga
Descontada a inflação, os preços tiveram aumento real de 10,7% sobre 2012  | Joel Silva/Folhapress Descontada a inflação, os preços tiveram aumento real de 10,7% sobre 2012 | Joel Silva/Folhapress

O preço médio de imóveis residenciais novos em São Paulo fecharam 2013 com uma alta de 20,8%. O valor do metro quadrado subiu de R$ 7.200 em 2012 para R$ 8.700, segundo pesquisa do Secovi-SP (Sindicato da Habitação).

O avanço de imóveis de um dormitório no mercado encareceu o metro quadrado em 2013. “Eles têm um custo maior por metro quadrado, embora um valor de venda menor. Isso interferiu na média de preço”, diz o presidente da entidade, Claudio Bernardes.

Descontada a inflação, os preços tiveram aumento real de 10,7% sobre 2012. A alta seria de 7% se não fosse a expansão dos imóveis de um dormitório.

As vendas de imóveis cresceram 23,6% no ano passado, atingindo 33.319 unidades. Já os lançamentos totalizaram 33,2 mil imóveis, uma alta de 16,4% sobre 2012.

Os lançamentos de unidades com um dormitório cresceram 93%, para 9,261. Em 2012, esse tipo de imóvel representava 16,8% do total, parcela que subiu para 27,9% em 2013.

Para 2014, a previsão da entidade é de estabilidade nos preços. Como a oferta dos imóveis de um dormitório foi muito elevada em 2013, a participação do segmento deve ser menor agora.

O Secovi-SP também espera estabilidade tanto para as vendas como para os lançamentos neste ano. Entre os motivos estão Copa, eleições, as férias antecipadas para março e o Carnaval no final de fevereiro.

imoveis-novos-arte620


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo