Lei agrícola dos Estados Unidos é ruim para algodão brasileiro

Por fabiosaraiva
Algodão brasileiro é ameaçado por  lei dos EUA | Scott Olson/Getty Images Algodão brasileiro é ameaçado por
lei dos EUA | Scott Olson/Getty Images

Aprovada pelo Senado dos Estados Unidos na última semana, a nova lei agrícola do país pode ser mais lesiva ao algodão brasileiro do que a atual, dizem especialistas. No texto, os pagamentos federais diretos aos agricultores, considerados irregulares pela Organização Mundial do Comércio, são diminuídos, mas é criado um programa de seguro às lavouras, o Stacked Income Protection Plan. O sistema cobre de 70% a 90% das perdas dos agricultores.

Além disso, o governo norte-americano pode subsidiar 80% da contratação do seguro. A legislação só vale após ser promulgada pelo presidente Obama.

Segundo Renata Amaral, consultora em comércio exterior da Barral M Jorge, a avaliação preliminar é que ele será “bem mais extorsivo” do que os subsídios foram. “Em uma situação extrema, [o seguro] pode garantir até 90% [das perdas do agricultor]”, destaca. Ela diz que a nova redação não eliminou os programas de subsídios da antiga Farm Bill, condenados pela OMC.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo