Apesar do calor, produção de cerveja recua 2,5% em janeiro

Por Caio Cuccino Teixeira

Mesmo com as altas temperaturas neste início de ano, a produção brasileira de cerveja recuou 2,5% em janeiro sobre o mesmo período do ano passado. Segundo o Sicobe (Sistema de Controle de Produção de Bebidas), da Receita Federal, a produção no mês passado somou 1,292 bilhão de litros ante 1,326 bilhão em janeiro de 2013.

Segundo analistas do setor, em janeiro do ano passado, a produção de cerveja havia crescido 13,9%, com a ocorrência do Carnaval em fevereiro, o que torna a base de comparação elevada. Para os próximos meses, a expectativa é que bases de comparações mais fracas ajudem no aumento da produção, com um cenário beneficiado pelo forte calor, Copa do Mundo e a realização do Carnaval em março.

A queda na produção neste início de ano ocorre após o setor encerrar 2013 com um recuo de 2% no volume total fabricado no país – o primeiro desde 2010.

O volume caiu de 13,74 bilhões de litros em 2012 para 13,46 bilhões de litros em 2013. A CervBrasil, associação que representa o setor, calcula que o brasileiro bebeu uma lata por mês a menos, em média, no ano passado.

Um dos principais motivos para a retração é o aumento de preços da bebida. Nos últimos 12 meses, a cerveja ficou 9,76% mais cara, índice acima da inflação de 5,63%, medida pelo IPCA-15.

O setor tenta segurar o aumento. Em dezembro, a Ambev anunciou o congelamento dos preços até o final do Carnaval. Os varejistas que aderiram à campanha receberam da empresa o selo “Verão sem aumento”.

No caso dos refrigerantes, a situação não é diferente. Em 12 meses, os preços subiram 9,28%. Em janeiro, a produção apresentou recuo de 3%, para 1,35 bilhão de litros.

producao-cerveja-arte


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo