Guarujá entra na Justiça contra Sabesp por falta de água

Por Caio Cuccino Teixeira
No verão, a cidade recebe até seis vezes mais pessoas em relação à população residente / Moacyr Lopes Júnior/Folhapress No verão, a cidade recebe até seis vezes mais pessoas em relação à população residente | Moacyr Lopes Júnior/Folhapress

A cidade do Guarujá, no litoral paulista, entrou na Justiça contra a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) por causa da falta de água na região entre o fim de 2013 e o início de 2014.

Veja também
Eletropaulo não precisará ressarcir R$ 626 milhões a clientes

De acordo com o advogado-geral do município, André Guerato, a iniciativa foi um pedido da prefeita Maria Antonieta. Guerato salienta que a população e os comerciantes foram seriamente prejudicados. Segundo ele, o Ministério Público deu parecer favorável à ação movida pela prefeitura.

Uma liminar da Justiça determinou que, em caso de falta de água, a Sabesp deve apresentar um plano de ação emergencial no prazo máximo de 24 horas. Se houver descumprimento, a empresa fica sujeita a multa de 50 mil reais por dia.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo