Preço do material escolar varia até 177,78% na cidade de SP

Por Tercio Braga
O Procon recomenda que consumidor faça uma pesquisa em vários estabelecimentos | Wilson Dias/ABr O Procon recomenda que consumidor faça uma pesquisa em vários estabelecimentos | Wilson Dias/ABr

O preço do material escolar pode variar até 177,78% na capital paulista. Segundo pesquisa da Fundação Procon-SP, a maior diferença foi encontrada no valor cobrado por uma borracha, da Faber-Castell,  que custa R$ 0,90 em um estabelecimento e R$ 2,50 em outro.

Foram pesquisados os preços de 182 itens. Desse total, 85 tiveram diferença de preço entre 50% e 100%. Quarenta itens tinham variação maior a 100% e 57 produtos apresentavam diferenças abaixo de 50%.

Entre os cadernos, por exemplo, a maior variação foi encontrada em um caderno da Tilibra de 96 folhas (147,14%). Em uma loja, o item sai por R$ 9,63, mas outro estabelecimento oferece o mesmo produto por R$ 23,80.

Além de pesquisar preços, uma das dicas dos especialistas é realizar as compras de materiais escolares em conjunto com outros pais, o que dará maior chance para negociar menores preços. “Se fizer as compras com planejamento e com tempo é possível economizar bastante”, diz o educador financeiro Reinaldo Domingos.

O Procon-SP recomenda ainda evitar comprar materiais com personagens e acessórios licenciados, porque geralmente os preços são mais elevados.  O consumidor deve também checar quais produtos já tem em casa para reutilizá-los se estiverem em bom estado.

A pesquisa do Procon-SP foi realizada entre os dias 6 e 8 de janeiro e envolveu 10 estabelecimentos comerciais, distribuídos pelas cinco regiões de São Paulo.

Do total dos itens comparados, o estabelecimento JB Papelaria, na zona leste foi o que apresentou a maior quantidade de produtos com menor preço (65 itens de 159 encontrados).

material-escolar-variacao-de-precos620

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo