Carga tributária brasileira é a 2ª maior da América Latina

Por Tercio Braga

O Brasil perdeu para a Argentina o posto da economia com a maior carga tributária da América Latina. Segundo a OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), os impostos chegaram a 37,3% do PIB argentino em 2012. No Brasil, o indicador ficou em 36,3.

A carga tributária no Brasil, no entanto, continua aumentando e está acima da média da América Latina. Em apenas um ano, o peso dos impostos no total da economia aumentou 1,4 ponto porcentual. Esse foi o terceiro ano consecutivo de aumento da carga tributária brasileira, que aumentou 3,7 pontos porcentuais do PIB desde 2009.

Apesar dessa expansão, o Brasil perdeu a liderança da carga tributária da região devido ao maior aperto promovido pela Casa Rosa ao contribuinte argentino, que também vem sentindo no  bolso o peso de uma das inflações mais elevadas da América Latina. Em 2012, a carga tributária do país vizinho cresceu 2,6 pontos. Em 1990, o indicador estava em 16,1% do PIB.

Em média, a carga tributária da região ficou em 20,7% do PIB em 2012, segundo a OCDE, acima da taxa de 20,1% do ano anterior.

A entidade aponta, no entanto, que a taxa ainda está abaixo da registrada entre os países que fazem parte da organização, de 34,6%. Trinta e quatro países – em sua maioria desenvolvidos – compõem a OCDE.

Metro Metro
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo