Saída de dólares do Brasil é a maior em onze anos

Por Tercio Braga

O fluxo cambial, entrada e saída de moeda estrangeira do país, registrou déficit de US$ 12,261 bilhões em 2013, o pior resultado em mais de uma década. Para o mercado, é mais um sinal de que as saídas de recursos devem continuar neste ano e colocar mais pressão sobre a cotação do dólar em relação ao real.

O resultado negativo do ano passado, segundo o Banco Central, é o pior desde 2002, quando o saldo foi negativo em US$ 12,989 bilhões, e foi afetado pelo forte déficit na conta financeira – por onde passam os investimentos estrangeiros diretos e em portfólio, entre outros – de US$ 23,396 bilhões no período. Só em dezembro, houve saldo negativo de US$ 6,898 bilhões.

Com os sinais mais consistentes de recuperação dos Estados Unidos, a avaliação de especialistas é de que os investidores continuem deixando o Brasil, ainda que não num movimento mais acelerado, segundo a “Reuters”.

O resultado do ano passado também é o primeiro negativo desde 2008, no auge da crise financeira global. Em dezembro passado, as saídas líquidas somaram US$ 8,780 bilhões.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo