Salário mínimo vai subir para R$ 724 a partir de janeiro

Por talita

A presidente Dilma Rousseff anunciou ontem que assinou o decreto que reajusta o salário mínimo para R$ 724 a partir de janeiro de 2014. O novo valor vai representar um reajuste nominal de 6,78% sobre o piso atual, que é de R$ 678,00.

“Assinei decreto que reajusta o Salário Mínimo para R$ 724,00 à partir de janeiro de 2014 – reajuste de 6,78% sobre o valor atual”, informou ontem a presidente pelo Twitter.

Com o novo valor, a FecomercioSP (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo) estima um incremento de renda na economia no país de R$ 46 bilhões.

O reajuste representa aumento real de 0,8%, o menor verificado em três anos. Só perde para o ganho real de 2011, de 0,37%. Em 2013, o salário mínimo teve aumento real de 2,7% e em 2012, de 7,6%.

O reajuste do mínimo leva em conta a variação do PIB (Produto Interno Bruto) de dois anos anteriores, mais a inflação do ano anterior, medida pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor).

Ao enviar ao Congresso a proposta de Orçamento para 2014, em agosto, o governo previa inicialmente um salário mínimo de R$ 722,90. Mas o valor aprovado pelos parlamentares foi de R$ 724.

Segundo o deputado Miguel Corrêa (PT-MG), relator da Lei Orçamentária Anual, o incremento ocorreu para adequar o salário mínimo à revisão do PIB de 2012, de uma expansão de 0,9% para 1% sobre 2011.

A ampliação do mínimo trará um custo extra aos cofres público de R$ 250 milhões por conta de benefícios previdenciários, assistenciais e seguro-desemprego. A previsão inicial de gasto era de R$ 456 bilhões.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo