Passagem aérea sobe 20% e puxa prévia da inflação

Por Carolina Santos

Com passagens aéreas e gasolina mais caras, a prévia da inflação oficial acelerou neste mês. Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o IPCA-15 (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15), subiu 0,75% em dezembro.

No mês passado, o índice tinha subido 0,57%. Em dezembro de 2012 o IPCA-15 havia ficado em 0,69%. O resultado veio acima das projeções do mercado, que esperava uma taxa em torno de 0,65% em novembro.

Os maiores impactos individuais no indicador foram dos preços das passagens aéreas, que subiram 20,15%, e da gasolina, com preços 2,15% mais altos. Os dois itens foram responsáveis por um quarto do IPCA-15.

Um aumento nos preços do etanol (2,42%) e do conserto de automóveis (1,06%) também ajudaram a puxar para cima a categoria dos Transportes, que registrou alta de 1,17%.

Com o resultado de novembro, o IPCA-15 fechou o ano com alta de 5,85%. Apesar de o índice estar abaixo do abaixo do teto da meta do governo, de 6,5% neste ano, economistas já apostam em um IPCA mais alta em 2013 e novas altas de juros.

Segundo a Rosenberg & Associados, o dado aponta para uma variação do IPCA de dezembro mais elevada, ainda sob impacto do reajuste de combustíveis e das passagens aéreas.

Há ainda, diz a consultoria, “sinais” de que o grupo alimentação e bebidas voltará a acelerar. Diante desse cenário, existe um risco que o IPCA em 2013 apresente taxa superior aos 5,84% de 2012. Tal cenário, afirma da Rosenberg, “reforça” a previsão de mais duas altas de 0,25 pp da taxa Selic.

 

arte-econo11

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo